Blog

6 curiosidades sobre o Para Ski Cross Country

curiosidades-para-cross-country

Está chegando o Dia do Atleta Paralímpico e como forma de comemorar essa data tão relevante na CBDN, separamos algumas curiosidades de uma das nossas principais modalidades paralímpicas: o Para Ski Cross Country.

Em desenvolvimento há seis anos aqui no Brasil, a modalidade atualmente conta com 20 atletas e viu um crescimento considerável nos últimos anos. Em 2018, dois representantes brasileiros estiveram nos Jogos Paralímpicos de Inverno em Pyeongchang. E a tendência é só crescer! Quer saber mais sobre o esporte e o cenário brasileiro? Confira!

Curiosidades sobre o Para Ski Cross Country

1. Sitting x Standing

Top 10 e novos recordes equipe nacional fecha 1ª participação na Copa do Mundo de Para Cross Country

O Para Ski Cross Country apresenta três categorias: sitting (sentado), standing (em pé) e VI (deficientes visuais). Porém, você sabia que pessoas andantes com deficiência física podem ser enquadrados para competirem no sitting?

Isso porque, às vezes, mesmo andante, dependendo de sua limitação, o atleta tem um melhor desempenho no sitting! Cabe o atleta optar por qual categoria prefere competir.

2. É modalidade na neve, mas também é de verão!

Você sabia que o para ski cross country pode ser praticado também no verão? Isso se dá por meio do rollerski, que nada mais é que um “esqui com rodinhas”. Os atletas treinam e simulam movimentos muito semelhantes aos realizados na neve, possibilitando rápida adaptação e fácil transferência para a modalidade na neve.

3.  Inclusive, há competições anuais em São Carlos da modalidade Rollerski

 

O Circuito Brasileiro de Rollerski é anual e inclui o Para Ski Cross Country, são pelo menos três etapas ao ano e a próxima já está marcada de 14 a 15 de outubro!

4. O Wax Tech

Durante as competições mais importantes, existe um profissional que é expert em neve? Esse profissional se chama “wax tech” – que quer dizer, técnico da cera.  Ele é responsável por preparar o esqui do atleta para deslizar mais sobre a neve.

5. Há núcleos de desenvolvimento da modalidade no Brasil

A CBDN possui quatro núcleos de desenvolvimento para quem quer se aventurar nesse esporte! Os núcleos ficam em São Paulo, São Carlos, Santos e Jundiaí!

6. Isolamento na neve?

Alguns atletas de ponta, quando estão em temporada de competições, ficam até 40 dias isolados na neve treinando fora do Brasil!

 

 

Confederação Filiada ao:

Comitê Parceiro:

Apoio Técnico:

Apoio:

Confederação Brasileira de Desportos na Neve

Rua Pequetita, 145 - 1º andar - cj. 14 - 04552-060 São Paulo - SP - Brasil

Telefone: +55 (11) 3018 8011 - Fax: +55 (11) 3018 8015