Brasileiro de Snowboard se encerra com prova paralímpica internacional e show de novos talentos nas provas abertas

Corralco foi pano de fundo para disputas interessantes entre a nova geração e preparação de André Cintra

campeonato brasileiro pesquisa

08/09/2017 - 1:38

Corralco foi pano de fundo para disputas interessantes entre a nova geração e preparação de André Cintra

 

Passadas as provas oficiais da Copa Sul-Americana de Snowboard Cross e definição de Isabel Clark e Lucas Rezende como campeões nacionais, o Campeonato Brasileiro de Snowboard foi palco de provas amadoras abertas ao público brasileiro. Nesta edição, a 23ª, além de provas de Snowboard Cross e Slalom Gigante entre a última quarta (06) e quinta (07), a competição também sediou pela primeira vez uma prova paralímpica internacional de Snowboard Cross, chancelada pelo Comitê Paralímpico Internacional (IPC).

Com participação de duas nações – Brasil e Canadá – e oito paratletas, a prova paralímpica teve competidores em cinco classes diferentes. Disputando na classe M LL1 (Lower Limb 1 Imp) como competidor único, após completa-la André Cintra exaltou a importância da corrida em meio à sua preparação para os próximos compromissos na temporada pré-olímpica, que contará com disputa de etapa da Copa do Mundo de Para Snowboard em Landgraaf (Holanda), em meados de novembro.

“A prova de Snowboard Cross foi super importante como preparação para os desafios que terei na Copa do Mundo. A pista construída, anteriormente, estava muito difícil, mas foi melhorada e ficou mais técnica, com saltos um pouco menores. Foi muito bom fazer a prova, treinar com atletas de outros países. Quando estive na pista, foi muito produtivo, com dia incrível e pouco vento”, comentou.

Na quinta, apesar do cancelamento da participação canadense e, consequentemente, da prova oficial de Slalom Gigante, Cintra disputou corrida da disciplina durante a realização das provas abertas do Campeonato Brasileiro Open de Snowboard.

Show de nova geração e domínio de Renato Mascheretti no Masters B

Além da prova paralímpica oficial de Snowboard Cross, a quinta também foi o cenário para corrida da disciplina entre os atletas amadores. Em sua 23ª edição, o Campeonato Brasileiro Open de Snowboard, teve como grande destaque a acirrada disputa entre Augustinho Teixeira, de 12 anos, e Zion Bethonico, 11, na categoria Infantil Masculina.

Largando juntos, os dois jovens atletas que residem atualmente em Ushuaia (Argentina) e (Florianópolis) disputaram intensamente durante todo o percurso. Apesar de Zion ter liderado durante boa parte, Teixeira buscou a reação e levou o ouro. “As provas foram muito boas. Minha bateria no boardercross foi muito difícil, disputada desde o começo com o Zion. O circuito estava bom, não achei tão difícil, mas rendeu trabalho. Estive desde o dia 01 treinando e depois entrei no período de competição. Estou feliz pelo título brasileiro”, contou o jovem talento.

Na sexta, a prova de Slalom Gigante realizada na pista Navidad do Corralco Resort de Montaña mostrou a força da nova geração, com boa performance de Noah Bethonico, 13, campeão da prova na categoria Juvenil Masculina. O atleta obteve o melhor tempo entre mais de 40 atletas de diversas faixas etárias na somatória das duas descidas – no Slalom Gigante quem tiver o menor tempo após a soma das duas marcas obtidas, vence –.

A competição entre os mais experientes exaltou a regularidade de Renato Mascheretti durante os últimos anos. Campeão do Snowbord Cross na categoria Masters B, o atleta voltou a vencer, desta vez no Slalom Gigante.

“Ano passado enfrentamos mais calor e menos neve. Foi interessante, pois venci nas disciplinas de Slalom Gigante e Air Contest. Já neste ano me concentrei mais no boardercross. A pista estava mais técnica e longa. Consegui sair na frente em todas as três baterias e pude administrar durante a prova a vantagem que abri. No Slalom Gigante, fiz uma primeira volta rápida, na segunda uma volta mais normal. Foi super legal rever a galera e espero que a gente se reencontre no ano que vem”, disse Mascheretti.

Após o ouro sulamericano, foco na Copa do Mundo

Campeã da segunda etapa da Copa Sul-Americana de Snowboard Cross em Corralco, Isabel Clark agora está focada na disputa da parada inaugural da Copa do Mundo de Snowboard Cross, em Cerro Catedral (Argentina). Nesta sexta (08), a atleta enfrenta a qualificatória no período da tarde. Caso avance, a atleta disputa a etapa inicial neste sábado (09). No domingo (10) ocorre também a segunda etapa da temporada, com qualificatória no período da manhã.

Michel Macedo encerra maratona com título brasileiro de Super G e provas de Downhill

Na sequência da maratona sobre neve chilena, Michel Macedo faturou mais um título nacional na disciplina de Super G na última quarta (06), em La Parva (Chile). A prova que valia também como Copa Sul-Americana de Ski Alpino contou com a presença de times de Copa do Mundo e esquiadores de diversos países, por exemplo, Estados Unidos, Alemanha, França e Eslovênia. Entre mais de 90 competidores, Macedo teve o 53º melhor tempo.

Na terça (05), o esquiador brasileiro disputou ainda duas corridas de Downhill em La Parva, ficando ao final da competição com as 49ª e 46ª posições entre mais de 70 atletas.

Confederação Filiada ao:

Comitê Parceiro:

Apoio Técnico:

Parceiros:

Confederação Brasileira de Desportos na Neve

Rua Pequetita, 145 - 1º andar - cj. 14 - 04552-060 São Paulo - SP - Brasil

Telefone: +55 (11) 3018 8011 - Fax: +55 (11) 3018 8015

X