Turismo

Esquiar no verão? Conheça quatro glaciares para praticar ski e snowboard na Europa fora de temporada

passo dello stelvio - itália

Que a alta temporada dos esportes e turismo de neve no hemisfério norte está chegando ao fim, você já conferiu aqui no Blog Brasil na Neve. Mas, saiba que até mesmo o que parece ser impossível se torna viável em certos lugares do mundo. Sim, esquiar ou praticar snowboard até mesmo no verão é possível!

Por sua condição geográfica, a Europa possui algumas das cadeias montanhosas mais elevadas do mundo, sobretudo os Alpes. Em alguns pontos, o surgimento de glaciares assegura a neve durante os 365 dias do ano. Nada mais do que uma extensa e espessa massa de gelo formada por diversas camadas de neve que se compactaram ao longo do tempo, visto que o acúmulo supera o degelo, o glaciar possibilita o turismo e esporte de neve mesmo nos meses mais quentes.

Ainda que o acesso, quantidade de pistas e qualidade da neve não sejam exatamente os mesmos do que na alta temporada, as possibilidades de diversão para o turista são garantidas. Conheça agora quatro dos principais glaciares do mundo para prática de esportes de inverno localizados na Europa Central.

 

Zermatt, Suíça

zermatt - suíça

A imponente montanha Matterhorn é um dos principais símbolos de todos os Alpes, além de um dos picos mais altos. Além de charmosa por sua “pegada” histórica, a estação de Zermatt apresenta uma infraestrutura ­­completa com destaque para a ausência de carros. Apenas ônibus elétricos são permitidos.

Com uma impressionante área esquiável de 360km, distribuída entre os territórios suíços e italianos, a estação se localiza entre três grandes aeroportos europeus: os de Genebra, Zurique e Milão, com preferência para o percurso de carro a partir de Genebra, que leva pouco menos de três horas.

De predominância de pistas de nível intermediário até expert, Zermatt é mais aconselhável para quem já tem boa noção dos esportes de neve. Com meios de elevação variados, a estação apresenta muitos T-bars na área do Glaciar, o que a torna excelente opção no período do verão.

Em seu glaciar, Zermatt apresenta altitude 3883m, o mais alto entre todos selecionados neste post. De lá, é possível observar o Matterhon, a 4478m, além do palácio da geleira, a 15m abaixo da superfície de gelo. Seis gôndolas e um bonde dão acesso ao pico mais alto, na geleira Theodul.

 

Hintertux, Áustria

hintertux - áustria

Com impressionantes 365 dias de funcionamento durante o ano, Hintertux é considerada a melhor neve dos glaciares e de ski de verão. Além disso, conta um desnível de 700m a partir de uma altitude de 3250m.

Com área esquiável de 86km e pistas para todos os níveis de dificuldade, Hintertux é destino procurado pelos amantes de Freeride e também de Freestyle, devido ao Betterpark Hintertux, um Snowpark bem equipado a 3200m.

Com subida feita por gôndolas em um visual incrível, Hintertux desperta atenção dos visitantes em sua parte mais alta (3250m) por um terraço panorâmico. Além da montanha, o turista encontra passeios interessantes como a Gruta Spannagelhöhle, o Palácio de Gelo natural e o Parc des Puces para jogos e outras brincadeiras destinadas às crianças.

 

Les Deux Alpes, França

les deux alpes - frança

Localizada nos alpes franceses, com acesso mais facilitado via Grenoble ou Briançon, a estação de Les Deux Alpes tem sua abertura oficial de verão no dia 23 de junho e fechamento no 26 de agosto desta temporada.

Com seu glaciar baseado em 3600m de altitude, apresenta vista de tirar o fôlego de Alpe d’Huez e do pico mais alto de todos os Alpes, o Mont Blanc. Mesmo com horário de funcionamento bem diferente ao que os turistas estão acostumados, a estação apresenta atrativos interessantes.

Aberta entre 7h e 12h30, o glaciar garante qualidade de neve para quem diversão antes do almoço na montanha. Com um desnível de 400m, no entanto, a estação possui acesso um pouco congestionado aos Lifts e outros meios de elevação. Com 17 meios de elevação, a estação apresenta 11 pistas em sua área esquiável, sendo uma vermelha, nove azuis e uma verde.

Habituada a recepcionar muitas crianças e jovens em acampamentos e excursões escolares ou universitárias, a estação chama atenção por conta de seu Snowpark, um dos melhores da Europa e o maior aberto durante o período do verão.

 

Passo Dello Stelvio, Itália

passo dello stelvio - itália

Com desnível de 700 metros, Passo Dello Stelvio apresenta 3450 em sua parte mais alta e 2750 na mais baixa. Para chegar até esta estação, o turista enfrenta uma das estradas mais sinuosas e perigosas mundo, com 48 curvas fechadas. Por esta característica, o trecho de rodovia que dá acesso a este conhecido glaciar no norte dos Alpes italianos de Bormio, no Parque Nacional de Stelvio, é muito procurado pelos amantes de moto e bike.

Reconhecida como um dos pontos mais duros do tradicional Giro de Italia, competição de ciclismo, a estação apresenta uma peculiaridade interessante, visto que é das poucas que só abre na estação de verão, devido ao inverno rigoroso que impede prática dos esportes de neve.

Com 14 pistas de nível intermediário e alto (1 azul, 9 vermelhas e 4 pretas), a área esquiável conta com 20km de traçados largos e diretos para o esquiador ou rider. Frequentada por uma maioria absoluta de público italiano, esta estação tem a vantagem de ter seu horário de funcionamento estendido até 16h30 no verão, o que supera outros glaciares.

Do ponto de vista esportivo, a estação apresenta uma variedade interessante, pois tem um circuito para a prática de Ski Cross Country e também um Snowpark.

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Confederação Filiada ao:

Comitê Parceiro:

Apoio Técnico:

Apoio:

Confederação Brasileira de Desportos na Neve

Rua Pequetita, 145 - 1º andar - cj. 14 - 04552-060 São Paulo - SP - Brasil

Telefone: +55 (11) 3018 8011 - Fax: +55 (11) 3018 8015