Campeonato Brasileiro de Para Snowboard Indoor reúne atletas em Gramado

Em sua primeira edição, o campeonato contou com a participação de seis paratletas na neve do Snowland

23/10/2019 - 11:23

No dia 17 de outubro ocorreu o 1º Campeonato Brasileiro de Para Snowboard Indoor, no Snowland, em Gramado/RS. A competição foi disputada na disciplina Banked Slalom e contou com as classes Upper Limb e Lower Limb, no masculino, e Lower Limb na categoria feminina. O evento é resultado do projeto de Para Snowboard, que se iniciou no início de 2018, com o objetivo de oferecer a vivência em um ambiente competitivo.

Vitória Machado (14 anos) competiu pela primeira vez e levou a medalha de ouro na categoria feminina. Lindiara Souza (35 anos) ficou com a prata. As duas atletas estiveram presentes no Training Camp oferecido pela CBDN – Confederação Brasileira de Desportos na Neve – em setembro deste ano. Os treinos foram realizados em Ushuaia, na Argentina, e se tornou um passo muito importante no desenvolvimento das atletas.

“Foi o seu primeiro campeonato. Ela se sentiu motivada! O desempenho dela evoluiu muito depois do último Camp em Ushuaia. O resultado dessa dedicação e esforço dela é esse ótimo resultado no campeonato. Ela está com muita sede de aprender e ansiosa pelo próximo Camp”, conta Paula Fraga Machado, mãe de Vitória. 

No masculino, Willy Acker Schuh ficou com o ouro na classe Lower Limb. Na Upper Limb, a disputa foi bastante acirrada entre os participantes, mas Jeferson Kunrath levou a melhor e ficou com a primeira colocação, seguido de José Lima com a prata, e Arthur Duarte com o bronze. 

“A categoria Upper Limb foi bem disputada, com diferença de meio segundo entre os três primeiros colocados. Em relação ao nível dos paratletas, foi bom. A pista foi desafiadora para alguns, enquanto para outros ela levou ao limite e isso foi bem legal. A pista não estava acima do nível de ninguém, mas estava desafiadora”, conta o Delegado Técnico de Para Snowboard da CBDN, Lucas Rezende. 

Para Snowboard brasileiro evolui

Criado em 2018, o Projeto de Desenvolvimento do Para Snowboard nacional cresce cada vez mais. Realizado em parceria com o Snowland, há treinos semanais, com instrutores do parque, para atletas com deficiência física que possuem interesse na modalidade.

Além do núcleo de treinamento no Snowland, o projeto engloba ações como Training Camps na neve (como o realizado em Ushuaia, neste ano) e, agora, deu mais um passo com o Campeonato Brasileiro de Para Snowboard Indoor.

Após pouco mais de um ano de projeto, é notável a evolução dos paratletas brasileiros. Só em 2019 foram 19 atividades ao longo do primeiro semestre.

“Este foi o primeiro passo na direção de estabelecer um circuito competitivo nacional da modalidade, para melhor desenvolver e preparar atletas brasileiros para as competições oficiais do IPC. Foi uma competição piloto e agora estamos projetando melhor os próximos passos para a evolução do programa no Brasil”, explica Felipe Guimarães Marco, do departamento técnico de esporte paralímpico da CBDN. 

Sobre o Para Snowboard

Modalidade nascida em 2005, o Para Snowboard é hoje regido pelo IPC. Com duas disciplinas já consolidadas nas competições (Snowboardcross, Banked Slalom), o esporte estreou no programa paralímpico nos Jogos de Inverno de Sochi, em 2014. 

São três classes disputadas: UL (Upper limb), que caracteriza as deficiências de membro superior, LL1 (lower limb 1) e LL2 (lower limb 2) – para as de membro inferior, nas disciplinas de Banked Slalom, Dual Banked Slalom e Snowboard Cross.

Hoje, o principal nome do Brasil na modalidade é o paratleta André Cintra, competidor de Snowboardcross e Banked Slalom. André participou dos Jogos Paralímpicos de Inverno de Sochi, em 2014 e de Pyeongchang, em 2018.

Confederação Filiada ao:

Comitê Parceiro:

Apoio Técnico:

Parceiros:

Confederação Brasileira de Desportos na Neve

Rua Pequetita, 145 - 1º andar - cj. 14 - 04552-060 São Paulo - SP - Brasil

Telefone: +55 (11) 3018 8011 - Fax: +55 (11) 3018 8015

X